Sites em Flash: Vale a pena Fazer ?

Por Vinicius Paes - 1 ago 2008

Há algum tempo atrás o Google anunciou que agora está indexando Flash. Legal, mas até onde vai esta indexação ? Quais são as novidades ? Quais são as limitações ?

Google, Flash e o SEO

Adobe e Google: Nova Parceria

Algumas semanas atrás os engenheiros do Google Ron Adler e Janis Stipins anunciaram oficialmente que o Google fez uma parceria com a Adobe ( a empresa que atualmente desenvolve o Flash ) e que agora o Googlebot está indexando Flash. Foi uma otima noticia para os desenvolvedores e especialistas em Flash que puderam respirar um pouco mais aliviados, já que o uso de Flash em sites estava em desuso devido ao fato de ele ser incompatível com o Google e prejudicar o SEO.

” Agora o Googlebot vai ser capaz de indexar praticamente todo o texto que os usuários forem capazes de ler no Flash. E este texto dentro interno também será levado em conta quando o Google for ler e indexar seu website. ” – Ron Adler

Se o seu site tinha trechos em flash em suas páginas isso também é uma boa noticia, pois esta notícia indica que sem fazer nenhum esforço você acabou de ganhar mais algum conteúdo em texto e se for o caso até mesmo algumas keywords extras no contexto da sua página. O Yahoo! também anunciou que está trabalhando em um projeto semelhante mas até o momento em que este artigo foi escrito nenhum noticia oficial a respeito foi publicada ou divulgada.

Indexação em Flash: Os Upgrades do Novo Googlebot

Antes de mais nada é interessante lembrar que o upgrade relativo a otimização de sites que o Googlebot recebeu foi para poder indexar texto dentro de arquivos Flash, imagens e outros elementos ainda permancem “invisiveis”. Segundo Ron Adler na mesma entrevista citada acima o que o Googlebot passou a fazer agora é identificar alguns padrões de texto dentro das suas animações, simulando como se fosse um pessoa lendo, ou seja, o Googlebot vai agora identificar animações e extrair todo o texto legível delas.

Depois do anuncio destes upgrades, muitas empresas desenvolveram e estão desenvolvendo sites em Flash, mas ainda há um certo receio em desenvolver sites completamente em Flash, por que do ponto de vista do SEO os sites feitos em HTML ainda são melhor interpretados. Algumas empresas inclusive adotaram a politica de disponibilizar duas versões dos seus sites: uma versão mais “bonita” em Flash e uma versão “simples” em HTML para poder agradar aos crawlers e usuários de Internet mais lenta.

Podemos ver um exemplo disso no novo site do jogo Starcraft II da Blizzard, ele possui uma versão em Flash e uma versão em HTML ( para mudar de versão procure o botão “Toogle Flash” ).

Versão HTML:

Site do Starcraft em HTML

Versão Flash:

Starcraft II em Flash ( praticamente igual, só que com animações )

Indexação em Flash: As limitações do Novo Googlebot

Mas “nem tudo são flores” a indexação em flash pelo Google tem sim algumas limitações:

  • Se houver algum link na parte em Flash por exemplo este link não será considerado e nem seguido pelo Googlebot
  • Arquivos de Video do tipo FLV ou videos do Youtube ainda não são indexaveis somente os arquivos SWF de Flash mais simples.
  • Os caracteres de algumas línguas ( na entrevista não foram especificadas quais ) ainda não estão identificáveis
  • Se o seu arquivo em Flash por acaso chamar outro SWF em outro lugar dependendo de onde o usuário clicar por exemplo este arquivo em SWF externo não será lido e nem indexado, somente o Flash “local”.
  • Se o seu arquivo em Flash for chamado a partir de algum tipo de função Javascript também não será indexado.

Como já foi dito, até o momento que este texto foi escrito era assim que o Google está conseguindo indexar o Flash. Mas os esforços da Adobe e do proprio Google para melhorar ainda mais o algoritmo continuam. Vejamos o que eles vão conseguir.

Veja a entrevista original de Ron Adler e Janis Stipins ( em inglês ) no site do Google Webmasters Cental.

Sobre o Autor:
Autor
Mestre em Ciência e Tecnologia da Computação pela Universidade Federal de Itajubá, e fascinado pelo desenvolvimento em diversas tecnologias web. É possível encontrá-lo pelo Twitter, Facebook e Google+.

6 Comentários

  1. ana disse:

    Depende pra quais fins!!!

  2. Ricardo Sanches disse:

    Realmente as vantagens visuais e funcionais do Flash são superiores ao html. Mas fico pensamento no desgaste extra que o googlebot terá para quebrar o código .swf adquirir os textos para poder indexar a página de uma forma mais completa. Será vantajoso para sites pequenos? Fico na dúvida.

  3. É Ricardo, como você disse com o Flash podemos fazer coisas de qualidade gráfica muito superior. Mas não temos a mesma garantia que o HTML nos dá de que o Google vai indexar corretamente o que fizermos, afinal o Flash não foi feito pra ser indexado e sim para desenvolver animações mesmo. Eu particularmente recomento o uso restrito do Flash nos sites.

  4. Em se tratando de SEO hoje em dia nada substitui o bom e velho XHTML.
    Talvez isso mude, mas no momento atual ainda acho que não vale a pena o uso do flash salvo em aplicações especificas como advergames, catalogos, e alguns hotsites.

  5. Olá Joaquim!
    Concordo plenamente com sua opnião. Em termos de SEO e Otimização de Sites na atualidade, nada substitui o velho e bom html. É simples, e objetivo. Basta seguir o padrões internacionais de conduta e qualidade dentro das normas W3C e não terá problemas!

  6. Brindes disse:

    Prefiro a criação de sites em html doq ue em flash…
    Uma por nao programar em flash..lol

Deixe o seu comentário!