Gray Hat SEO : Na corda bamba!

Por Vinicius Paes - 24 set 2008

Black hat SEO.. afinal qual o limite ? O que pode e o que não pode ? O limite é o Gray Hat SEO. Entenda o conceito de Gray Hat SEO, a corda bamba da otimização de sites.

Olá leitores do Mundo SEO – Otimização de Sites, vamos falar hoje sobre um assunto muito polêmico: As Técnicas Gray HAT SEO – Famosas por garantir resultados mais rapidamente, porém com riscos de se ir longe demais.

Por que Gray HAT?Técnicas SEO: De qual lado você esta?

Basicamente são conhecidas as técnicas SEO. São divididas em 3 categorias: As técnicas permitidas, as técnicas proibidas, e as técnicas duvidosas. As técnicas que vão de acordo com as guidelines dos principais motores de busca são as técnicas de chapéu branco (white Hat SEO), estas são otimizações que podem ser feitas para melhorar o desempenho de seu site, sem que este seja penalizado. Com a Analogia as técnicas permitidas, as proibidas recebem o chapéu preto – são as técnicas passíveis de punição pelos mecanismos de busca: garantem resultados rapidamente, porém quando descobertas, o site que as utiliza recebe punições. Porém, ainda há certas técnicas que não foram mapeadas pelas search engines, ou mesmo ainda não foram classificadas quanto a sua validade. Não são totalmente descritas nas guidelines, nem como técnicas reconhecidas para otimização, tão pouco como técnicas proibidas. Desta maneira, as técnicas que se mantém duvidosas, são denominadas técnicas Gray HAT SEO.

Gray HAT SEO, e a corda bamba:

Andar pelos caminhos do Gray Hat SEO não é recomendado, fica o alerta da equipe do Mundo SEO. Os resultados obtidos não valem o risco embutido. Deve haver recompensa com resultados em seu site diretamente proporcional ao esforço em seu desenvolvimento e manutenção. Muitos webmasters ficam fascinados em obter resultados mais rápidos com técnicas Gray Hat SEO, sendo as mesmas isentas de punições. Mas há um grande porém nesta afirmação: Como é dito, estas técnicas ainda não foram validadas quanto sua procedência, mas… um dia elas serão! É possível encontrar vários relatos nos Fóruns de webmasters, com casos em que há implantação de técnicas Gray Hat SEO. Mas as técnicas ficam em funcionamento, e muitas vezes esquecidas aos olhos do webmaster. E desta maneira vem a surpresa, as técncias antes consideradas Gray HAT SEO, se transformam nas indesejáveis Black Hat. Porém, quando isso é verificado, o site já sofreu sua penalização, e daí vem a luta para se redimir. Obviamente o oposto também pode acontecer, e a técnica utilizada ser considerada White Hat SEO, mas mediante os riscos, sinceramente não vale a pena.

Exemplos de Gray Hat?

  • Como já descrito em outros artigos, conhecemos a tácnica black hat SEO de keyword Stuffing, porém o uso dentro de certo slimites de spam de keyword é considerado uma técnica Gray HAT SEO. Como é difícil determinar a que ponto este spam passa de Gray HAT para Black, muitos webmaster utilizam de ferramentas para medir a repetibilidade das palavras-chave para que as mesmas não cheguem nem perto de serem consideradas Gray Hat.
  • Outra técnica Black HAT que usada dentro de certos limites também é uma técnica Gray HAT é a de conteúdo duplicado. Mas como seria possível? Utilizando de cópia de textos de outros autores, esta de forma moderada, e com algumas variações.

Técnicas que já foram Gray Hat

Uma técnica antes considerada de má fé, era a compra de domínios antigos. Porém estes não eram domínios normais, e sim aqueles que já tinham alto page rank vinculado. Houve grande discussão sobre este fato, porém como os antigos donos do domínio desistiram de dar continuidade aos mesmos, e foi entendido que era um curso normal de desenvolvimento da internet. Este processo foi considerado legal, e há atualmente sites especializados na venda de domínios com mais força.


Espero ter esclarecido as principais dúvidas sobre este assunto, e nós vemos adiante nos demais post´s. Fica minha pergunta:

– E vocês, também seguem o caminho bem?

Um grande abraço aos leitores!

Sobre o Autor:
Autor
Mestre em Ciência e Tecnologia da Computação pela Universidade Federal de Itajubá, e fascinado pelo desenvolvimento em diversas tecnologias web. É possível encontrá-lo pelo Twitter, Facebook e Google+.

2 Comentários

  1. lucas,
    oi, tudo bem?
    eu conheci o blog e o site de vcs por intermédio da matéria de Vagner Carvalho, gostei muito da sua materia tbm.
    resolvi ver o site de vcs e achei muito bacana, alem de postar de graça material com excelencia profissional gratuitamente para que os internautas como eu possam ter acesso, atender grandes empresas ainda arrumam tempo para ajudar os que necessitam.
    puxa nota 10000000000000000000000000000000000
    parabens
    ganharam um fan
    vou passar sempre por aqui pra me aprimorar mais absorvendo um pouco da excelencia profissional de vcs
    abraçao pra toda equipe

  2. Joao disse:

    O grande problema é não saber quando passa do gray pro black.

Deixe o seu comentário!